Qual o futuro do Pinterest? CLIQUE para ficar a saber via @pinstagramguy

O Pinterest tem feito um percurso notável desde a sua criação no final de 2009, e a pergunta que se coloca é: Onde está e para onde vai?

Isto, mesmo apesar de inicialmente nem tudo ser “cor-de-rosa”, veja aqui uma história engraçada contada pelo próprio Ben Silbermann, um dos co-fundadores do Pinterest.

Sintetizando por anos, podemos resumir o percurso “histórico” do Pinterest da seguinte forma:

  • 2010 – Ano de lançamento “oficial” da plataforma;
  • 2011 – Ano de “dores” de crescimento; o tráfego duplicava a cada dois meses e a principal preocupação foi reestruturar toda a programação para fazer face a isso;
  • 2012 – Ano do “Mobile”: em agosto lançamento das apps para iOS e Android e, desde o primeiro dia, que os acesso mobile são superiores aos acesso via desktop;
  • 2013 – Ano de “Acrescentar valor” aos PINs

Na semana passada Jon Jenkins, Head of engineering team no Pinterest, falou do presente e desvendou um pouco do futuro do Pinterest…

Construir o “Interest graph” será o principal desafio. Ao contrário de outras redes sociais como o facebook por exemplo, onde o principal objetivo é conetar pessoa com pessoas, no Pinterest, apesar de isso acontecer também, a sua razão fundamental é ligar as pessoas aos seus interesses.

Para Jenkin, um PIN não existe sem estar associado a um álbum, que é o ponto fundamental de criação de contexto. A partir daí é onde trabalham para identificar e descobrir todos os interesses adjacentes, uma vez que um PIN é “classificado” de diferentes formas, por diversas pessoas. Por exemplo, um PIN de uns sapatos feitos de forma sustentável pode ser encontrado em álbuns com interesses completamente distintos: Vida sustentável, Moda e Acessórios senhora, Produtos que amamos, Atividades ao ar livre…

Toda esta informação lança enormes desafios ao nivel de escalabilidade e “Big data” o que é também uma grande preocupação para o Pinterest.

Estão a trabalhar muito próximo com alguns parceiros na construção da tão aguardada API, descobrindo o que deverá ser e fornecendo dados aos criadores de conteúdos que permitam saber de que forma os mesmos estão a ser utilizados no Pinterest e, em conjunto desenvolver formas de distribuição de conteúdos que tornem todos os players mais felizes: Pinners, Pinterest e parceiros. Uma coisa é certa, a API não será disponibilizada até estar perfeitamente definida e desenvolvida de forma a não causar nenhum problema à plataforma existente nem aos seus utilizadores.

Confesso que me tem agradado bastante toda a visão com que está a ser feito o desenvolvimento do Pinterest, e os pequenos passo que vão sendo dados, sempre no caminho certo… Foi semana de apresentar algumas novas funcionalidades e é, cada vez mais  evidente, o seu posicionamento como, talvez, o principal player para os sites de comércio eletronico. Interessante é também o facto do Pinterest estar a levar cada vez mais pessoas a comprarem produtos nas lojas f+isicas que viram previamente na rede social, o chamado “reverse showrooming”.

23% dos utilizadores afirmam ter comprado algo nas lojas depois de tido alguma interação com o produto no Pinterest (esta afirmação é twitável, clique no botão) 

Fonte: harvard business review

Deixo agora as mais recentes funcionalidades apresentadas nos últimos dias…

Atalho para interação no iPhone

Agora está ainda mais simples interagir com seus PINs favoritos no seu iPhone, como?

pinshortcup

Basta:

1. Premir e manter pressionado um PIN

2. Deslizar o dedo para fazer Repin, gosto ou enviar

3. Já está!

Esta função está disponível no seu feed principal ou de pesquisas, enquanto vê um álbum / painel e também na vista de detalhe. Permite uma experiência ainda mais rápida e dá muito jeito para PINs longos que permite fazer Repin sem necesidade de fazer scroll para o local onde estava o botão.

Esta funcionalidade, demonstra a obsessão do Pinterest com a constante melhoria da usabilidade da sua plataforma e com os diferenes tipos de utilização dada em diferentes locais (tablet, smartphone, desktop)

 

Sugestões de PINs e feed personalizado

Aqui, entramos já no “interest graph” :-). E, por isso, o Pinterest vai alterar a sua política de privacidade a 26 de agosto. Vou escrever um post com mais detalhe sobre isso nos próximos dias… (subscreva a newsletter no formulário no final do post, para não perder esta atualização).

edit feed

A funcionalidade de editar o feed está a ser disponibilizada gradualmente a todos os utilizadores, portanto se ainda não tiver chegado, não desespere :-).Vai permitir editar e decidir aquilo que vê no seu feed e tornando-o cada vez mais relevante. Pode ir a “seguir álbuns” para descobrir coisas que deverá gostar, baseado naquilo que andou a pinar recentemente… quanto mais pinar, melhor será a sua experiência (diz o Pinterest). Se deixou de ter interesse nalgum tema, pode facilmente “deixar de seguir” esses álbuns / paineis.

A grande missão do Pinterest é ajudar as pessoas a encontrar aquilo que gostam, por isso vai começar a sugerir PINs baseado na sua experiência no site e também de navegação pela internet. Exemplo? Se ultimamente anda a pesquisar muitos sites sobre receitas de bolos de chocolate, o Pinterest vai começar a sugerir PINs altamente relevantes para os seus interesses (bolos de chocolate)… Muito importante é o respeito pela privacidade dos utilizadores que podem, se assim o entenderem, desativar estas funcionalidades (irei escrever um post com detalhe sobre esta questão nos próximos dias, subscreva a newsletter no formulário no final do post, para não perder esta atualização).

 

Notificações de baixas de Preço de PINs

O grande objetivo de 2013 do Pinterest é acrescentar valor aos seus PINs, e esse processo iniciou com a disponibilização dos Rich PINs em Maio, onde acrescentou informações a PINs de produto, receitas e filmes.

baixar preco pins

Agora, para os PINs de produto, onde já era possível, dentro do PIN verificar o preço atualizado, bem como o stock, vai passar a notificar se um PIN dos seus álbuns / paineis baixou de preço, não deixando você perder mais nenhuma promoção :-). Claramente uma funcionalidade com grande potencial para o comércio eletronico.

É sempre, uma preocupação do Pinterest, a usabilidade da plataforma e, neste caso, não atafulhar a sua caixa de entrada com muitas notificações… Por isso, agrupará essas notificações e pode sempre ajustar quais as que quer receber; dando, desta forma, ao utilizador um grande controlo sobre como quer utilizar a rede social.

Desde que implementou os PINs de produto que a taxa de clique nesses PINs aumentou (esta afirmação é twitável, clique no botão) 

Vamos aguardar pelas próximas novidades 😀 e Happy Pinning!!!

Gostava saber a sua opinião sobre os passos que o Pinterest tem dado e o caminho que está a seguir. Concorda comigo? Diga-me tudo abaixo nos comentários a este post. Se tiver alguma questão sobre as novas funcionalidades, eu responderei com todo o prazer, qual a que mais gostou? Diga-me nos comentários

Para ficar a saber tudo sobre as alterações à política de privacidade, inscreva seu email no formulário abaixo:

 

  • João Barbosa

    O Facebook abriu as portas para todo um mundo de social media. Também acaba por se posicionar de uma forma comercialmente agressiva, que leva a que as alterações que faz – por mais que tente vendê-las como úteis ao utilizador – sejam sempre no sentido dos seus próprios interesses imediatos. Pelas asneiras que vai fazendo – e muitas vezes não corrigindo – vai abrindo caminho para que outros, com menos, em certas áreas específicas, façam mais. Por isso, é possível ver uma evolução tão bonita e linear como a do Pinterest.

    • http://pinstagramguy.com/ Ivo Madaleno (Pinstagram Guy)

      Concordo a 200% João. O Pinterest tem revelado uma quase obsessão por tornar a plataforma o mais útil possível para os seus utilizadores e uma extrema atenção com todos os detalhes. Sem dúvida um ponto forte!