o mundo mudou

“Life is so different since the internet arrived!”. Este é um dos temas que gosto de falar e que me dedico mais a analisar: O MUNDO está a mudar MUDOU!

 

Existem dados, que dizem que, a cada 48 horas, é replicada a quantidade de conteúdos e informação que existiram desde os primórdios da humanidade até 2003. Isto é um ritmo avassalador e humanamente impossível de acompanhar, provocando a INFOXICATION termo usado, numa palestra que tive o prazer de ouvir no IPAM, dada pelo meu amigo Pedro Miguel Barbosa, autor de vários livros (Harvard Trends) e agora também de um romance em co-autoria com a Diana Teixeira de Carvalho (my friend too :-) ) e que está na minha “mesinha de cabeceira” em modo leitura.

 

(um “shout-out” para eles que estão de parabéns por terem embarcado nesta aventura, Prometes? que vais ler o livro… É TOP! :-)

 

Isto leva-me a constatar um fato que deveria ser evidente e que infelizmente não é… A grande maioria das pessoas continua a pensar nas suas vidas, “empregos”, empresas e negócios como pensava há 10 anos, até mesmo há 3 ou 4 anos atrás mas… O MUNDO MUDOU!

 

O que significa isto? As pessoas tem de mudar também, acompanhar o ritmo alucinante de mudança dos dias de hoje não é fácil, exige ruptura com o passado, as coisas como eram, deixaram de o ser. Sempre existiu mudança, mas nunca ao ritmo dos dias de hoje. O que levava 10 ou vinte anos a mudar, talvez leve um dia, uma semana, um mês ou um ano, e aí reside toda a diferença… O MUNDO MUDOU!

 

“Acompanhar o ritmo alucinante de mudança dos dias de hoje não é fácil, exige ruptura com o passado, as coisas como eram, deixaram de o ser”

 

Esta mudança não é necessariamente má, é apenas mudança, evolução talvez… O certo tornou-se incerto, e a certeza de hoje é que não temos certeza de nada. Não sabemos o que vai acontecer amanhã, na próxima semana, no próximo ano. O previsível tornou-se imprevisível, o que conseguimos prever é com toda a certeza que o futuro é incerto. O que pode ter isto de bom? Oportunidades que até aqui não existiam… enquanto uns choram, outros vendem lenços. O MUNDO MUDOU!

 

O meu baby com os seus 4 aninhos, maneja o tablet melhor do que eu, vá igual a mim (não quero parecer “desatualizado”), nem vou comparar com a geração dos meus pais (tablet?!?), não foi preciso ninguém ensinar-lhe… Nessa idade ainda não tinha o que foi o meu primeiro computador digno desse nome: o ZX spectrum 48K, que tantas alegrias me deu e horas bem passadas a jogar, afinar o gravador para os jogos “entrarem” (quem se lembra?) e programar, já vos disse que uma vez fui apanhado às tantas da manhã a programar e tentar colocar essa linda peça de tecnologia a tocar uma música. Na idade dos meus pais, computadores?!?!? Uma das maiores previsões erradas foi a do chairman da IBM em 1943: “I think there is a world market for maybe five computers.” – Thomas Watson. Isto num tempo onde (quase) tudo era previsível, imaginem hoje… O MUNDO MUDOU!

 

“I think there is a world market for maybe five computers.” – Thomas Watson, IBM’s Chairman in 1943

 

Um destes dias, ao ver um episódio da nova temporada da série “The good Wife”, Alicia que vinha viajando com os seus filhos adolescentes foi parada numa estrada por polícia que não tinha a melhor das intenções… mas não é isso o foco aqui :-). O que aconteceu? O filho gravou com o seu telemovel o “episódio”, colocou na internet e tornou-se “viral”… mudou a história, o que poderia passar por um abuso de autoridade, terminou num pedido de desculpas. O MUNDO MUDOU!

 

De manhã, gosto de começar o dia com exercício físico (noutro altura explico quais os benefícios); levanto-me, calço as sapatilhas e… boom, ready! Pego no telemóvel, vou ao Pinterest ao meu álbum (I love Fitness) e escolho uma das rotinas que me apetece fazer, em casa, imediatamente ao acordar e à distancia de uns cliques… O MUNDO MUDOU!

 

Esta mudança não é necessariamente má, é apenas mudança, evolução talvez… Imaginem uma empresa que segue e relaciona-se ativamente com os seus clientes no Instagram, verifica que um deles (cliente A+++, por sinal, daqueles que valem muitos euros no final do ano) que não falha um jogo do seu clube de futebol favorito pelas fotos que partilha diretamente do estádio, sabe até qual o seu jogador de eleição (por um comentário que leu) e que o seu filho adorava uma camisola autografada. Qual será a reação desse cliente ao receber como prenda “a camisola desse jogador com o respetivo autógrafo” em sua casa? Será que alguma vez mais se vai esquecer? Claro que não… O MUNDO MUDOU!

 

O Primeiro Anúncio de TV: “America runs on Bulova time”

 

Conhece o primeiro anúncio oficial de televisão? Foi para o ar nos Estados Unidos em 1 Julho de 1941 e era uma imagem tremelicante e ouvia-se uma voz a dizer o slogan “America runs on Bullova Time” exatamente o mesmo que existia nos anúncios impressos e que passava na rádio (via Mashable).

 

Qual a relação disto com as redes sociais? Hoje (quase) todos ainda funcionamos em modo broadcast, transmitir uma mesma informação para muitos recetores ao mesmo tempo, mas…. O MUNDO MUDOU!

 

Tal como quando apareceu o primeiro anúncio de televisão, não era mais do que o que existia em imprensa e rádio, mas num novo meio, hoje a comunicação das empresas nas redes sociais tende a ser em modo “broadcast”, uma só via, mas… O MUNDO MUDOU!

 

Uma das principais mais valias da internet e redes sociais é que a comunicação é em duas vias, deixou de ser apenas numa. A espalhar o bom e o mau… Andamos todos a testar o que funcionará melhor, ninguém sabe! Mas sabemos uma coisa… O MUNDO MUDOU!

 

OUVIR… é das principais coisas que podemos fazer para bem das nossas empresas e marcas usando as redes sociais, em tempo real. Quando alguma vez na história, as empresas tiveram oportunidade de transformar uma reclamação de cliente, porque ouviram (e ainda antes dele sair da loja), num cliente para toda a vida? Oportunidades que até aqui não existiam! Enquanto uns choram, outros vendem lenços… O MUNDO MUDOU!

 

“Enquanto uns choram, outros vendem lenços!”

 

OUVIR… é das principais coisas que podemos fazer para bem das nossas empresas e marcas usando as redes sociais, em tempo real. Prefere não saber e ignorar o que os clientes dizem de mal (ou bem) do seu produto, ou ouvir, intervir e transformar isso em benefício de sua empresa? Até aqui não era possível… O MUNDO MUDOU!

 

E você já mudou? Qual a sua opinião sobre toda esta mudança, será positiva ou negativa? Deixe-a abaixo nos comentários…