O Pinterest não foi um sucesso desde o seu início, conheça aqui a história | http://pinstagramguy.com/pinterest-nao-foi-sucesso-desde-o-inicio/ via @pinstagramguy

Todos nós, em algum ponto das nossas vidas, tivemos um quadro de cortiça ou equivalente onde fixamos lembretes, frases inspiradoras, fotos de momentos que queremos recordar, imagens inspiradoras… Esta ideia foi a base para o aparecimento desta rede social chamada Pinterest; Ben Sielberman um dos co-fundadores é aficionado em fazer coleções de coisas.

A inspiração para o Pinterest

imagem de wikipedia

Se repararmos no nome da rede, podemos facilmente observar o seguinte: PIN – que transmite a ideia de fixar, pinar, postar… e INTEREST – interesses, paixões, o que nos motiva… Assim, com o PINTEREST, podemos fixar, organizar, colecionar aquilo que são os nossos interesses, paixões, hobbies e coisas que nos motivam e fazem “mexer”.

Da passagem do nosso quadro “físico” para um quadro “virtual” surgiu o PINTEREST. Facilmente se vêem semelhanças com a imagem anterior.

pinterest feed

Para que serve o Pinterest?

“Ajuda as pessoas a colecionar, organizar e descobrir as coisas que amam”

Quem foram os fundadores do Pinterest?

Ben Sielbermann, Evan Sharp e Paul Sciarra, foram os três co-fundadores do Pinterest. Este último, já abandonou o projeto.

Ben Sielbermann and Evan Sharp,  dois co-fundadores do Pinterest

Ben Sielbermann and Evan Sharp, dois co-fundadores do Pinterest | Photo by Art Streiber in Fast Company

Ben Sielbermann, antes de se despedir para lançar o Pinterest, trabalhou na Google e lá aprendeu uma coisa muito importante: THINK BIG, a pensar em grande.

Terá sido, com certeza, uma das coisas que levou a que, em Janeiro de 2012, o Pinterest tenha sido o site independente, na história da internet, a atingir mais rapidamente a barreira dos 10 Milhões de utilizadores únicos nos Estados Unidos, mais rápido que Facebook e Twitter nas suas fases de arranque.

PINTEREST HIT 10M

Podemos observar no gráfico acima que o crescimento mais rápido deu-se essencialmente a partir de Agosto de 2011, talvez devido a ter sido considerado pela prestigiada revista Time Magazine como um dos 50 melhores sites de 2011

Mas… nem sempre foi assim, um SUCESSO!

Para mostrar isso mesmo, partilho aqui um email, que Ben Sielbermann enviou aos investidores e advisors em MARÇO de 2010, aquando do lançamento “oficial” e que mostra bem o que se passava na altura…

“Hey everyone,
I wanted to provide a quick update from Cold Brew Labs. Just to review, we’ve launched a site called Pinterest. It’s a tool that helps people share and discover the things they love.
People join Pinterest to create these collections through pinboards, and to follow collections created by their friends.

We’re happy to say that we’re making good progress. To date we have almost 3,000 registered users and our daily pin count is steadily increasing.

I’m also happy to say that we’ve made big, operational improvements. We’re relocating our offices to a new building, just few blocks away. The price will decrease as we’re sharing it with another Y Combinator startup, Chart.io, and we’ve also gotten some free Amazon hosting credits.”

fonte: businessinsider.com

Resumindo, o email de Ben transmite basicamente três ideias:

  • Lançaram um site que se chama Pinterest;
  • Têm quase 3000 utilizadores e o número de Pins está a aumentar;
  • Reduziram custos ao mudarem-se para novas instalações partilhando com outra Startup e ao conseguirem créditos grátis no alojamento da Amazon

O mais engraçado e que vale a pena saber é… Aquilo que não disse :-)

As novas instalações que fala, eram um apartamento que dividia com o seu sócio onde dormiam e trabalhavam, horas e horas a fio na sua sala. Nem seria muito mau ter “quase” 3000 utilizadores, não fosse o fato de o site estar online desde Novembro de 2009 e apenas 200 (basicamente amigos e família) o utilizaram nos primeiros 2 meses de existência. Se pensarmos que o Facebook atingiu 95% de penetração em Harvard nos primeiros 15 dias e o Instagram conseguiu 25.000 utilizadores no dia de lançamento…

Mas, ainda pior, era Ben ter-se despedido já em Maio de 2008 e, muito provavelmente a Google, não o aceitaria de volta… :-). Nada melhor do que ouvir pelo prório Ben Sielbermann (até min 3:15).

Quis partilhar esta história porque, também aqui, mostra que o Pinterest é uma startup com um percurso um pouco diferente do habitual, nem tudo é sucesso desde o primeiro dia!

Tem alguma curiosidade sobre o Pinterest ou outra Startup que queira partilhar? Faça nos comentários, teria muito prazer em ficar a saber…